You are currently viewing Parceria entre Prefeitura, UEMG e empresas da cidade pretende criar Centro de Inovação em Frutal

Parceria entre Prefeitura, UEMG e empresas da cidade pretende criar Centro de Inovação em Frutal

Seja assistindo ao jornal ou mesmo navegando pela internet, você já deve ter se deparado com o termo startup ou mesmo com a palavra incubadora e aceleradora de negócios, mas, provavelmente, não sabia o que essas palavras significavam.
Uma startup é uma empresa inovadora, que se baseia em tecnologia e visa resolver uma dor (problema) de mercado de uma ou de várias empresas. Falando assim parece algo voltado para grandes centros urbanos ou polos tecnológicos, algo muito distante da realidade de Frutal.
Pois, saiba que já existe um projeto para que a nossa cidade tenha um Centro de Inovação, um espaço onde seriam criadas diversas startups e também serviria com uma incubadora e uma aceleradora de novos negócios.
Mas para que o Centro de Inovação se transforme em uma realidade, ainda existe um longo caminho pela frente. Mas pelo menos alguns passos importantes já foram dados. O primeiro deles foi dado pelo professor da Universidade do Estado de Minas Gerais, Ivan José dos Reis Filho, que elaborou todo o projeto para a criação e implantação do Centro, que funcionaria em um bloco de vinte salas localizado dentro da unidade da própria UEMG em Frutal.
O segundo passo foi buscar parceiros que acreditassem e ajudassem a viabilizar o projeto. Para isso foi realizado uma reunião que contou com a participação de servidores da Prefeitura de Frutal, professores da UEMG, profissionais de instituições financeiras e órgãos de fomento econômico e social e empresários frutalenses.
O encontro serviu justamente para apresentar a ideia e a viabilidade de se instalar o Centro de Inovação na nossa cidade para a um grupo de grandes empresários, que em um primeiro momento, se mostrou bastante interessado no projeto e inclusive eles devem assinar um protocolo de intenção de cooperação com o futuro Centro.
Essa união entre a classe empresarial, poder público e universidade é fundamental para a prospecção e capitação de recursos e investimentos financeiros que, em um primeiro momento, seriam utilizados para executar uma reforma e as adequações necessárias no imóvel onde funcionará o Centro de Inovação.
O professor, Ivan José dos Reis Filho, destaca que pretende captar esse recurso participando de um edital que acaba de ser aberto pela FINEP, órgão do Governo Federal criado para fomentar a ciência, a tecnologia e a inovação no país. “Esse edital seria para projetos com valores estimados entre dois e cinco milhões, além disso, só poderão concorrer cidades que ainda não possuem um parque tecnológico, que é o caso de Frutal. Ou seja, estaremos concorrendo com municípios do mesmo porte que o nosso, o que aumenta as nossas chances de sermos contemplados”.
Contudo, o professor Ivan explica que mesmo com o apoio da FINEP, os idealizadores do projeto devem arcar com 25% dos custos, ou seja, parte do dinheiro que será gasto para a reforma do prédio deve ser custeado por quem idealizou a implantação do Centro de Inovação. “A nossa estratégia é solicitar esse montante para o Governo do Estado de Desenvolvimento Econômico que costuma apoiar essas ações e a implantação de centros de inovação. O resultado desse edital deve sair no meio do ano, se não formos contemplados iremos buscar outras alternativas para que o Centro saia do papel”.
Já o secretário de desenvolvimento econômico, parcerias e inovação, José Luiz de Paula Neto, que o papel da Prefeitura de Frutal em todo esse processo é criar leis que tornem Frutal uma cidade atrativa para que empresas ligadas a área de tecnologia. “Pretendemos criar uma legislação específica para dar condições para que o Centro de Inovação funcione com toda a sua potencialidade, então pretendemos criar desde um Conselho Municipal de Desenvolvimento até quem sabe uma lei que diminua as alíquotas do ISS para empresas de base tecnológica, tudo isso para criar um ecossistema propício para o Centro de Inovação que, com certeza, ajudará Frutal a dar um salto para o futuro”.