You are currently viewing Coopercisco pretende implantar indústria de beneficiamento de abacaxi em Aparecida de Minas

Coopercisco pretende implantar indústria de beneficiamento de abacaxi em Aparecida de Minas

Há vários anos os associados da Coopercisco, a Cooperativa dos Produtos Rurais de Aparecida de Minas, buscam o auxílio e a parceria do poder público municipal para instalar um complexo industrial no distrito, onde seria feito o beneficiamento do abacaxi, fruta que tornou o local conhecido em todo o território nacional.

Além de gerar divisas e receitas para o distrito e criar vagas de empregos para os moradores da localidade, a indústria também agregaria grande valor de mercado ao fruto que é produzido no distrito.

Para tentar contribuir no processo de industrialização do distrito, o secretário de desenvolvimento econômico, parcerias e inovação, José Luiz de Paula Neto, e o secretário do produtor rural, Carlos Humberto Ferreira Júnior, se reuniram com membros da cooperativa para discutir sobre o processo de cessão e regularização do terreno onde funcionaria o complexo industrial no qual ocorreria o beneficiamento do abacaxi.

Também participou do encontro, Joana Rafaela Corrêa, analista do Sebrae, a entidade ficaria responsável por ajudar na contratação de um consultor que auxiliaria na elaboração e na implantação da planta industrial do empreendimento.

De acordo com o secretário de desenvolvimento econômico, parcerias e inovação, José Luiz de Paula Neto, a Prefeitura poderá inclusive ajudar os cooperados na captação de recursos. “Iremos buscar primeiro a regularização do espaço, depois auxiliar na questão da consultoria e por último na prospecção de recursos”.

Já o secretário do produtor rural, Carlos Humberto, afirma que é papel da gestão municipal trabalhar para o desenvolvimento e a evolução da agricultura local. “As agroindústrias são o caminho natural para o fortalecimento e desenvolvimento do setor rural, além disso, a implantação desse empreendimento no distrito beneficiaria a todos os moradores de Aparecida de Minas e não apenas às pessoas ligadas a zona rural”.